Warning: include_once(analyticstracking.php) [function.include-once]: failed to open stream: No such file or directory in /htdocs/public/www/layout/layout_top.inc.php on line 259

Warning: include_once() [function.include]: Failed opening 'analyticstracking.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/php:/usr/share/pear') in /htdocs/public/www/layout/layout_top.inc.php on line 259
  Futevólei  
 




Newsletter CDP
 
Receba via email todas
as novidade e notícias
  E-goi - Marketing Automation Multicanal  
Patrocinadores
patrocinadores

 


História do Futevolei

 

O Fundador do futevolei na praia foi o ex-jogador Octávio de Morais, o”Tata” do Botafogo e da selecção, filho da cronista Eneida. Em 1965, na rua Bolívar, em Copacabana para burlar a proibição da polícia de se jogar futebol e “linha de passe” na praia, Octávio resolveu jogar em uma quadra de volei, com rede e campo delimitado, o que era permitido. Juntamente com “Tata”, os pioneiros do futevolei foram: Ralph, “Befão”, Luís Fernando “Tananan”, Edgar “Gaga”, Ayrton e Adílton Brandão, Orlando “Pingo de Ouro”, Feitosa, “Francês”, Carlson Gracy, “Zé” e “Chico Brandão”. Foram surgindo, então, as primeiras regras do novo desporto.
 A princípio, jogavam 5 de cada lado. Depois, apareceram as duplas e até mesmo, as umplas, ou seja, apenas um jogador de cada lado.
 Em 1968, Sérgio”Cachorrão”, Sérgio”Motorzinho”, Paulinho”Juca Chaves” e Almir”Pernambuquinho” participaram numa partida de futevolei na Bolívar, levando para a Constante Ramos, onde passaram a jogá-lo com Dida e Carlinhos”Violino”(Flamengo), Dário”Bom Baiano”(defesa central do Vasco), “China”(do Botafogo), Rudival e vários outros. 
 Muito lentamente, o futevolei começou a espalhar-se: Santa Clara, Miguel Lemos, Figueiredo Magalhães e Posto 6. Em 1974, o desporto pegava definitivamente no leme. Em 1975, foi levado para a rua Montenegro, em Ipanema, por Luís Fernando”Tananan” e contou com a adesão de jogadores profissionais principalmente do “Gringo” Doval. A partir de 1980, o futevolei teve um desenvolvimento extraordinário, despertando o interesse de patrocinadores e da imprensa. Em 1984 a televisão descobre o futevolei em Ipanema e promove desafios e disputas inter-estaduais, com prémios aos vencedores. Joga-se muito na rua Vinicius de Morais, onde acontecem torneios patrocinados (a Associação Carioca de futevolei está prestes a ser formada). As duplas consideradas imbatíveis compõem-se de Marcelo e Leivinha (Ipanema) e Edinho (Jogador da Udinese) e “Hulk” (Copacabana). Jogadores fortíssimos são também “Gugu”, Jonas, “Dadica”, Fernandinho (irmãos futebolistas de Marcelo e também integrantes das famosas equipas de praia da Lagoa e da Montenegro). Ronaldo, “Crioulo”, Amoroso, Ronaldinho, Carlinhos, Cano “Berico” e Cidinho.
 No dia 11 de Junho de 1983, foi realizado um grande torneio de futevolei na rua Bolívar, com patrocínio de “J.F.Cunha”e denominado “Pioneiros do Futevolei”, em justa homenagem ao seu idealizador, Octávio de Morais. É interessante ressaltar o papel desempenhado pela repressão policial no surgimento do futevolei e na propagação do Frescobol: a melhor maneira de se incentivar um hábito é transformá-lo em paixão ou vício e proibindo-o. O que não é lícito, sempre despertou a paixão humana, e os tabus foram criados para serem violados.
 Na década de 90, o Futevólei expandiu-se pelo mundo de uma forma notável. Esta expansão fez com que o Futevólei, nos nossos dias, seja já praticado em países como a Tailândia, Malasia, Africa do Sul, Russia, Paraguai, EUA, Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Grécia, Holanda, Espanha, Áustria, Suíça, Portugal, etc., existindo já organizações (Federações) que tutelam a modalidade em cada um dos países. Recentemente verificou-se a união de diversas federações, constituindo a Federação Europeia e Mundial de Futevólei, projectando à modalidade para patamares elevadíssimos. As competições de Futevólei são cada vez mais espectaculares e atractivas, promovendo eventos de soberba qualidade e enorme impacto económico e turístico nas regiões que os fomentam.

 

Em Portugal o Futevolei deu os primeiros passos na cidade da Póvoa de Varzim no início da década de 80, através de Julião Neto, um emigrante poveiro no Brasil. 
Julião praticava no Brasil a modalidade, esta com muita tradição nas praias cariocas, depois com o seu regresso definitivo a sua cidade natal Póvoa de Varzim, este conseguiu convencer um grupo de amigos de praia (onde se pode destacar entre outros Washington Alves (Pai do Bruno Alves), Zé do Lúcio, Joãozinho, Frederico, Carlos Cruz, Pereira, Pina, Fangueiro, Rui Peneda, etc), a praticar o futevolei. No começo tal como no Brasil, foi muito difícil praticar, devido à proibição de jogar na praia pela polícia marítima, sendo por isso uma “luta” constante nos primeiros anos.
O primeiro torneio da modalidade ocorreu no inicio dos anos 90 na Povoa de Varzim, na vertente 3x3 onde a partir daí o futevolei começou a ter uma grande evolução na cidade, e começou a atrair os mais novos para a prática deste lindo desporto, no entanto foi a partir do ano 2000 que se deu a grande explosão da modalidade na Povoa de Varzim, e em Portugal. Apareceu a federação nacional de futevolei em 2005, e foram criados campeonatos nacionais e internacionais. O crescimento foi exponencial, e superou as melhores espetativas, atraindo figuras consagradas do futebol português e internacional, como por exemplo Bruno Alves (Padrinho da modalidade), Hélder Postiga, Fábio Coentrão, Pepe, etc.
Sendo que neste momento as duplas da Povoa de Varzim são as mais fortes de Portugal, a cidade é conhecida como a capital do futevolei.
Os atletas Carlos Batista & Pedro Salvador Bi-Campeões Nacionais em 2006 e 2007 e Vice-Campeões em 2008, foram os primeiros campeões nacionais e os grandes impulsionadores da nova geração de atletas, sendo atualmente os atletas Nelson Pereira e Miguel Pinheiro que também são Poveiros e atletas do CDP os campeões nacionais 2012.
 
O Futevolei no Clube Desportivo da Póvoa, surgiu da ideia dos atletas e fundadores do extinto Clube Poveiro de Futevolei (Bruno Torres, Tiago Melo, Pedro Salvador, e Carlos Baptista), e também do árbitro de voleibol e futevolei Igor Oliveira (colaborador do futevolei poveiro), de modo a atingir outros patamares de projeção nacional e internacional à qual o anterior clube de futevolei já não conseguia proporcionar aos seus atletas. A secção de Futevolei no CDP foi formada em Julho de 2012.
 

 

 


 
© 2012 Clube Desportivo da Póvoa. Desenvolvido pela hojenet.