O Clube Desportivo da Póvoa sempre fez da formação de atletas uma bandeira. É, pois, com orgulho que vemos serem colhidos os frutos de toda a dedicação dos nossos treinadores, que com conhecimento, trabalho, espírito competitivo fazem dos nossos atletas verdadeiros campeões.

No mês de dezembro, a atleta de voleibol Sofia Schoberl foi chamada à Selecão Nacional de Sub 17, ingressando um estágio realizado na Corunha, que reuniu as seleções de Portugal, França e Espanha. Um estágio que visou a preparação para o Torneio WEVZA. Foram apenas chamadas 18 atletas e a nossa poveirinha representou orgulhosamente o nosso clube.

Uma experiência única e que potencia a dedicação que a Sofia sempre demonstrou ter a esta modalidade. Nós sabemos que o voleibol corre-lhe nas veias, mas é inegável que o caminho que percorre é só seu e é o de uma futura campeã.

Estamos muitos orgulhosos de ti, Sofia! Parabéns!

Partilhamos com grande afeto as suas palavras:

 

Que idade tens?

Tenho 14 anos.

Com quantos anos começaste a praticar voleibol?

Comecei a praticar voleibol com 10.

O que te motivou a praticá-lo?

Achei que ia ser divertido jogar voleibol por isso decidi começar.

Quantos treinos fazes por semana?

Agora só tenho 3 treinos por semana.

Praticas fora dos treinos?

Não pratico fora dos treinos.

O que mais gostas na modalidade?

O que mais gosto em jogar voleibol é da competição e das amizades que ficam ao longo do tempo.

O que menos gostas?

O que menos gosto em jogar voleibol é a ansiedade que me provoca e o medo de errar.

O que mais gostas no Clube?

O que mais gosto no clube é a minha equipa.

O que sentiste quando soubeste que tinhas sido selecionada?

Quando fui seleccionada fiquei muito contente e orgulhosa de mim própria.

Como correu a experiência?

Foi uma experiência muito gira com um nível competitivo muito elevado que adoraria repetir.

Como vês o futuro? Jogar até aos Seniores?

Eu ia gostar muito de um dia jogar com a equipa sénior.

Quais são as tuas inspirações desportivas? Um jogador(a) de referência.

As minhas inspirações são a minha mãe e Grozer, uma atleta da seleção alemã.

Partilhar